Maçazinha

Os marxistas de plantão que me desculpem, pois até podem diminuir o valor do cara com base em coisas como “mais-valia”, mas não há como negar a genialidade. Estamos em uma época (por incrível que pareça) que fez com que o gênio ficasse tão massacrado que achamos que tudo é obra do “coletivo”. Claro que é, mas Jobs, na minha ignorância de formiga, mostrou o poder da ação de organizing. Sei que existe uma coisa de “fé de fãn” nesse negócio de Apple-Jobs, mas, que seja: de um ponto de vista “não questionador do sistema”, ele foi, SIM, genial. Homenagem mais do que “nerdianamente” merecida! Ah, e, por favor, esqueça, SÓ POR UM MINUTO, o enriquecimento dos acionistas da Apple e da família Jobs, e, sei lá, dos trabalhadores chineses que montam os “whites”…só UM MINUTO, ok?


Fonte