Final do 2011.2

Estamos chegando ao final do segundo semestre letivo. É também o momento de cada um, em seu íntimo, fazer uma avaliação do ano que se encerra. De minha parte, o ano teve altos e baixos (sem novidade nem singularidade, aposto!), contudo, esta época é inevitavelmente perfeita para agradecermos: a Deus (sim!), às pessoas que partilharam conosco o caminho, aos projetos realizados, mesmo aos que ficaram sem se realizar… Já no clima de “nostalgia” de final de ano, queria agradecer a todos que, de um jeito ou de outro, estiveram aí comigo. Enfim, a idéia, para este post, era compartilhar um som de final de ano, e aí vai (logo mais eu volto com uma “dissertação” maior sobre o fim de 2011…). Como se verá (ou ouvirá), não há nenhuma “metafísica” na música – exceto minha ligeira identificação com um trecho: “…estou correndo estrada a fora tentando aliviar meu fardo”. Neste final de ano, quem não está tentando se livrar de seu fardo? [Well I’m running down the road trying to loosen my load]